Deixe um recado pra mim...

Encontre o que procura...

Google

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Reciclagem de Óleo de Cozinha em Cuiabá e Várzea Grande!


http://maisumteko.files.wordpress.com/2008/03/reciclaroleocozinha.jpg

A simples atitude de não jogar o óleo de cozinha usado direto no lixo ou no ralo da pia pode contribuir para diminuir o aquecimento global. O professor do Centro de Estudos Integrados sobre Meio Ambiente e Mudanças Climáticas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Alexandre D'Avignon, explica que a decomposição do óleo de cozinha emite metano na atmosfera. O metano é um dos principais gases que causam o efeito estufa, que contribui para o aquecimento da terra. Segundo ele, o óleo de cozinha que muitas vezes vai para o ralo pia acaba chegando no oceano pelas redes de esgoto.

Em contato com a água do mar, esse resíduo líquido passa por reações químicas que resultam em emissão de metano. "Você acaba tendo a decomposição e a geração de metano, através de uma ação anaeróbica [sem ar] de bactérias".

Mas o que fazer com o óleo vegetal que não será mais usado? A maioria dos ambientalistas concorda que não existe um modelo de descarte ideal do produto. Uma das alternativas é reaproveitar o óleo de cozinha para fazer sabão. A receita é simples e está no final desta matéria.

D'Avignon defende que quanto mais o cidadão evitar o descarte do óleo no lixo comum, mais estará contribuindo para preservar o meio ambiente. Segundo ele, uma das soluções é entregar o óleo usado a um catador de material reciclável ou diretamente a associações que façam a reciclagem do produto.

"Se nós conseguirmos dar algum valor de compra desse óleo para o catador, para que ele seja usado na produção de biodiesel, a gente vai fazer com que haja um ciclo de vida desse produto, para que ele volte para o sistema produtivo e produza biodiesel e isso substitua o consumo de óleo diesel", sugere o professor.



Receita para fazer sabão a partir do óleo de cozinha

Material:

5 litros de óleo de cozinha usado
2 litros de água
200 mililitros de amaciante
1 quilo de soda cáustica em escama

Preparo:

Coloque a soda em escamas no fundo de um balde cuidadosamente
Coloque, com cuidado, a água fervendo
Mexa até diluir todas as escamas da soda
Adicione o óleo e mexa
Adicione o amaciante e mexa novamente
Jogue a mistura numa fôrma e espere secar
Corte o sabão em barras


ATENÇÃO: A soda cáustica pode causar queimaduras na pele. O ideal é usar luvas e utensílios de madeira ou plástico para preparar a mistura.

Por: Irene Lôbo

Fonte: Agência Brasil



Aqui em Cuiabá e Várzea Grande já temos o serviço de coleta de óleo de cozinha usado. Você ajuda o meio ambiente e ainda ganha uma graninha!
=)

http://item.slide.com/r/1/244/i/-eghMsXl7j96MbYmd_lWzOmdd5SOY2Fr/

4 comentários:

Camilo Aparecido Almeida disse...

Muito bom oscar ,gostaria de pedir licensa para levar este post para meu blog ,temos que procurar ajudar o nosso planeta ,parabens pela iniciativa .

Camilo Aparecido almeida disse...

Ola Oscar tudo bem?concordo com vc em numero genero e grau ,sobre pensar "global" e agir "local".eu até ja dei essa idéia pras pessoas aqui da minha região,eu vi em uma reportagem que eles fizerão uma campanha de arrecadação de oléo de cozinha e depois era doado para as "apaes" que fazião sabão e era vendido depois se tornava renda para a intituição,achei dez ,grande abraço meu amigo.

Pedro Nastri (Graerp) disse...

Oscar

Sou jornalista e faço parte da Associação Jovem Vencedor e presidente do Graerp Grupo de Auxílio ao Estudante da Rede Pública - São Paulo que vem trabalhando com a coleta de óleo de cozinha usado, no intuito de gerar receitas para os cursos profissionalizantes que são ministrados gratuitamente em nossa sede, além da conscientização da preservação do meio-ambiente, retirando de circulação, e dando um destino ecologicamente correto, a um agente altamente poluente.
Ex: cada litro de óleo de cozinha usado jogado no ralo, contamina 1 milhão de litros d’agua.
O óleo recolhido é destinado à Usina de BioDiesel.
O objetivo é levar estes cursos para várias associações da periferia, gerando renda e inclusão de jovens no mercado de trabalho.
Estamos com uma campanha junto à associações de bairros, clubes de mães, ONGS, e outras, visando a inclusão digital, além de levar renda às comunidades carentes.
Nosso projeto intitula-se ‘PROJETO RECICLÓLEO”.
Para maiores detalhes entre em contato através do telefone (11) 3106-4010 ou por e-mail popularsp@yahoo.com.br

Pedro Nastri
jornalista

Pedro Nastri (Graerp) disse...

Oscar

Sou jornalista e faço parte da Associação Jovem Vencedor e presidente do Graerp Grupo de Auxílio ao Estudante da Rede Pública - São Paulo que vem trabalhando com a coleta de óleo de cozinha usado, no intuito de gerar receitas para os cursos profissionalizantes que são ministrados gratuitamente em nossa sede, além da conscientização da preservação do meio-ambiente, retirando de circulação, e dando um destino ecologicamente correto, a um agente altamente poluente.
Ex: cada litro de óleo de cozinha usado jogado no ralo, contamina 1 milhão de litros d’agua.
O óleo recolhido é destinado à Usina de BioDiesel.
O objetivo é levar estes cursos para várias associações da periferia, gerando renda e inclusão de jovens no mercado de trabalho.
Estamos com uma campanha junto à associações de bairros, clubes de mães, ONGS, e outras, visando a inclusão digital, além de levar renda às comunidades carentes.
Nosso projeto intitula-se ‘PROJETO RECICLÓLEO”.
Para maiores detalhes entre em contato através do telefone (11) 3106-4010 ou por e-mail popularsp@yahoo.com.br

Pedro Nastri
jornalista