Deixe um recado pra mim...

Encontre o que procura...

Google

terça-feira, 3 de junho de 2008

A Programação do XXIV FESTIVAL DE INVERNO DE CHAPADA DOS GUIMARÃES já está no ar!


XXIV FESTIVAL DE INVERNO DE CHAPADA DOS GUIMARÃES

"Chapada e o Sonho"

Notícias

Em 30 de agosto de 1883, Dom Bosco (santo italiano, nascido em 1815 e fundador da Ordem dos Salesianos) teve um de seus famosos sonhos. Um dos trechos que ele relatou diz o seguinte: Entre os paralelos de 15º e 20º havia uma depressão bastante larga e comprida, partindo de um ponto onde se formava um lago. Então, repetidamente, uma voz assim falou: "...quando vierem escavar as minas ocultas, no meio destas montanhas, surgirá aqui a terra prometida, vertendo leite e mel. Será uma riqueza inconcebível..."

Esses sonhos permitiram e permitem várias interpretações e há quem diga que esse lugar com o qual Dom Bosco sonhou é a Chapada dos Guimarães... O fato é que esse sonho poderia estar vislumbrando locais com riquezas naturais ímpares, ideais para o desenvolvimento de um turismo sustentável, vejam só:
A linha do Equador divide o planeta em hemisfério sul e norte. O paralelo S15 é uma linha paralela à do Equador que corta o Continente Sul Americano do Atlântico ao Pacífico em sua região central. Em seu caminho cruza com cidades cujo patrimônio ambiental e cultural é de grande valor para a humanidade. Dentre esses patrimônios, citamos, por exemplo: Porto Seguro e Ilhéus, Brasília, Perinópolis, Goiás Velho, Serra do Roncador, Cuiabá e Chapada dos Guimarães, Curvelândia, Reserva do Cabaçal, Vila Bela de Santíssima Trindade, Chiquitos Bolivianos, Lago Titicaca e Planície de Nasca.
A rota que permeia os locais acima citados foi chamada de "Rota do Sonho" (uma referência ao Sonho de Dom Bosco). Trata-se, por excelência, de uma Rota Mística e Cultural, nomes como Pedro Álvares Cabral, Lúcio Costa, Cora Coralina, Coronel Falcet, os Artistas da Carta do Coração da América, Pascoal Moreira Cabral, Dom Aquino Corrêa, os padres jesuítas, Erich Von Danikem, dentre outros se inter-relacionam em aspectos análogos de misticismo e cultura.
Neste contexto, outro conceito que merece ser lembrado é o de meridiano, que é a linha imaginária que resulta de um corte efetuado em um modelo geométrico da Terra por um plano que contém o seu centro. O meridiano contém os pólos e é perpendicular aos Paralelos e à linha do Equador. O cruzamento das linhas define a localização de determinado local na terra, marcando a longitude e a latitude. O Medidiano W55 atinge uma área que começa um pouco antes do Rio dos Peixes em Cuiabá e termina na Cachoeira da Fumaça em Jaciara, sendo que as águas termais da Serra de São Vicente também estão na linha.
Cuiabá, Chapada dos Guimarães, Campo Verde e Jaciara são os municípios que estão no cruzamento do Paralelo S15 com o Meridiano W55 (meridiano oeste, cinqüenta e cinco graus). Neste cruzamento geodésico estão concentrados 55 atrativos à margem de estradas e rodovias, cuja visitação ultrapassa 320 mil turistas/ano, segundo fontes da revista Exame Turismo 2007. Daí o nascimento da "ROTA W55" - uma rota riquíssima em atrativos naturais, culturais e místicos dentro do Estado de Mato Grosso. Em 2008, a "Rota W55" será trabalhada no conceito do tradicional evento do Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães, cujo tema será "Chapada e o Sonho". O XXIV Festival de Inverno ocorrerá no período de 28 de junho a 05 de julho. Vale a pena conferir...

O 24° Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães será lançado no próximo dia 10 de junho
Data: 30/05/2008

Da Assessoria do Festival

O 24° Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães será lançado no próximo dia 10 de junho (terça-feira), no Salão Nobre do Palácio da Instrução, em Cuiabá, às 9 horas. Com o tema "Chapada e o Sonho", este ano o Festival se propõe a investigar e discutir a vocação mística da cidade de Chapada dos Guimarães, tendo como ponto principal o famoso sonho profético do missionário Dom Bosco, datado de 1883. O Festival acontece de 27 de junho a 5 de julho.

Este também será um festival “para todos os gostos e estilos musicais”, conforme observação da secretária de Cultura, Turismo e Meio Ambiente de Chapada, a jornalista Emyle Pellegrim, que está à frente da organização do evento. Ela se refere à eclética programação musical desta edição. Daniela Mercury, Cordel do Fogo Encantado, Dudu Nobre, Pitty e a dupla Mayck e Lyan estão entre as diversas atrações nacionais.

As atrações regionais já confirmadas são: Vanguart, Vera Capilé e Abel Santos, João Eloy, Macaco Bong, Paulo Manarco, Napoleão de Paula, Caruru, Cururucuia, Triêro, Côro Práticutucá, Grupo Som do Mato, Beija Flor e a Orquestra Sinfônica da UFMT, entre outros artistas e bandas.

A vasta programação cultural do Festival inclui ainda mostra de audiovisual, exposições de artes plásticas e fotográfica, artesanato, dança, teatro, apresentações folclóricas, lançamentos de livros e palestras com escritores. Sem falar nas programações ecológica e esportista, nas quais estão previstos eventos como as Caminhadas de Inverno, o 1º Campeonato de Paintball e outras atividades.

Chapada e o Sonho

O esoterismo de Chapada dos Guimarães, que abriga harmoniosamente várias religiões, é revisitado no tema principal do Festival, onde o Sonho do missionário Dom Bosco virá de pano de fundo para as atividades.

Há 125 anos, mais precisamente no dia 30 de agosto de 1883, o missionário – hoje santo - italiano, nascido em 1815 e fundador da Ordem dos Salesianos, relatou a visão de um local, entre os paralelos de 15º e 20º, onde existia “uma depressão bastante larga e comprida, partindo de um ponto onde se formava um lago” e que lá, "quando vierem escavar as minas ocultas, no meio destas montanhas, surgirá aqui a terra prometida, vertendo leite e mel. Será uma riqueza inconcebível".

Muitos acreditam que o lugar com o qual Dom Bosco sonhou é a Chapada dos Guimarães. A linha do Equador divide o planeta em hemisfério sul e norte. O paralelo S15 é uma linha paralela à do Equador que corta o Continente Sul Americano do Atlântico ao Pacífico em sua região central. Em seu caminho, cruza com cidades cujo patrimônio ambiental e cultural é de grande valor para a humanidade.

Dentre esses patrimônios, citamos, por exemplo: Porto Seguro e Ilhéus, Brasília, Pirinópolis, Goiás Velho, Serra do Roncador, Cuiabá e Chapada dos Guimarães, Curvelândia, Reserva do Cabaçal, Vila Bela de Santíssima Trindade, Chiquitos Bolivianos, Lago Titicaca e Planície de Nasca.

A rota que permeia os locais acima citados foi chamada de "Rota do Sonho" (uma referência ao Sonho de Dom Bosco). Trata-se, por excelência, de uma Rota Mística e Cultural.

O conceito deste ano do Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães quer reforça a presença da cidade nessa rota.

Rota W55

O Medidiano W55 (meridiano oeste, cinqüenta e cinco graus) atinge uma área que começa um pouco antes do Rio dos Peixes, em Cuiabá, e termina na Cachoeira da Fumaça, em Jaciara, incluindo as águas termais da Serra de São Vicente.

Cuiabá, Chapada dos Guimarães, Campo Verde e Jaciara são os municípios que estão no cruzamento do Paralelo S15 com o Meridiano W55. Neste cruzamento geodésico, estão concentrados 55 atrativos à margem de estradas e rodovias, cuja visitação ultrapassa 320 mil turistas/ano.

Daí o nascimento da "ROTA W55", uma rota riquíssima em atrativos naturais, culturais e místicos dentro do Estado de Mato Grosso. Em 2008, a "Rota W55" será trabalhada no conceito do tradicional evento do Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães. Um sonho de festival!



Programação de Shows de Expressão Nacional

28/06 - Daniela Mercury
29/06 - Cordel do Fogo Encantado
04/07 - Dudu Nobre
05/07 - Pitty
06/07 - Myck & Lyan

As atrações regionais já confirmadas são: Vanguart, Vera Capilé e Abel Santos, João Eloy, Macaco Bong, Paulo Manarco, Napoleão de Paula, Caruru, Cururucuia, Triêro, Côro Práticutucá, Grupo Som do Mato, Beija Flor e a Orquestra Sinfônica da UFMT, entre outros artistas e bandas.

Join Us!

6 comentários:

☆ Renata Emy ☆ disse...

Daniela Mercury e Pitty???

Fala sério!?!

Só vai dar Renatinha lá!

Wow! \\o

Bjo querido!

Rosamaria disse...

Eu estive aí há alguns anos atrás. É muito lindo! Imagina com este festival!
Bjim.

requeri disse...

bonito, tem bannerzinho com sapo e sem sapo pra este aqui. adorei as coisas do mato grosso. tenho um grandississimoissimoissimo amigo em nova xavantina. o sábio do cerrado que tá com vc no filminho. beijo.

rosa disse...

A terra dos festivais vai sacudir!!!

Enfim noticias boas para Chapada que é um paraiso na Terra.


Abraços

vitoria disse...

Nossa que programa!!!
Um dia quem sabe vou poder conhecer esa senda mística e assistir a um festivalão desse calibre...um bom dia 10 de junho aí em Cuiabá!

kaic lopes disse...

ae valeu vc ter colokado a minha cidade no seu blog